Siga-nos nas redes sociais

  • Instagram - Black Circle
  • Black Facebook Icon

©2019 

  • Zapex Logística

Logística: qual a diferença de carga completa e fracionada?


No mercado de logística é fundamental ter conhecimento sobre carga fracionada e carga completa. Saber a diferença entre estas modalidades na logística é importante para auxiliar no transporte. Com o conhecimento fica mais fácil diminuir custos, trazer mais qualidade aos serviços e garantir a satisfação para os clientes.

Certamente, quem utiliza os serviços das transportadoras já ouviu sobre os termos, porém, podem existir dúvidas de qual sistema deve e pode ser utilizado. Para ajudar a entender como funciona, trazemos a seguir as características de cada um e como isto pode facilitar a gestão do seu negócio. Ficou interessado? Acompanhe o artigo até o final e tire suas dúvidas. Já viu? Como oferecer o frete grátis para o seu e-commerce sem ficar no prejuízo

Logística: Carga completa ou fracionada

O que é a carga completa?


A modalidade carga completa também é conhecida como carga lotação e carga fechada. Este modelo é usado com carregamento de pedidos por meio do embarcador. Essa situação é usada caso exista um grande volume de transporte, restrição do cliente ou urgência na entrega. Assim, a carga completa pode ter a função de que sua quantidade de mercadoria seja suficiente para lotar o modal do transporte escolhido.

Ainda se enquadram nesta modalidade:


  • Toda natureza de mercadoria que precisa que esteja sozinha no veículo, mesmo que não completo;

  • A entrega é imediata, assim a remessa segue direto para o remetente;

  • O manuseio da carga no entreposto não justifica.

O que é a carga fracionada?

Quando se fala em carga fracionada é preciso pensar que o envio ocorre em pequenos volumes. Ou seja, em um caminhão é colocado diversos pedidos, já que um único pedido não utilizaria a ocupação total. Em resumo, o pagamento é feito pelo espaço e existe a divisão dos outros custos, como o pedágio, entre as cargas enviadas.

Este modelo facilita o agrupamento de diversos tipos de mercadoria em um único meio de transporte. Além disso, o aumento da carga fracionado pode ser promissor para as empresas de logísticas, já que permite organizar rotas, assim como compartilhar um veículo com cargas de vários clientes.

Neste caso, o sistema de carga fracionada, representa:

  • São remessas em pequenas quantidades de mercadorias que não completam um veículo se fossem despachadas sozinhas;

  • O varejo online trouxe uma variedade na localização geográfica das entregas, portanto, este sistema facilita as rotas e é mais econômico para as transportadoras;

  • Esta modalidade de carga pode agrupar mercadorias com características semelhantes. Exemplo: produtos frágeis, de valor elevado (eletrônicos), químicos, alimentos entre outros.

De qualquer modo, este sistema pode ter uma elevação no prazo de entrega, assim como as cargas exigem um monitoramento, pois vão percorrer vários locais até o seu destino. Normalmente um sistema de gestão de frete com integração com a transportadora facilita, pois garante o rastreamento em tempo real dos produtos. Isso também vai te interessar. Custos Logísticos: conheça os 7 principais e suas funções

Principais diferenças entre as duas modalidades



Como apresentado acima os dois conceitos possuem suas particularidades, porém, não significa que um é melhor que o outro. Em vista disso, significa que cada um atende as necessidades distintas, logo para compreender o que são, veja quais são abaixo:

Aplicação

Para pouco volume a carga fracionada é a mais comum nas operações B2C (em empresa e consumidor final). Os e-commerces, usam este sistema, pois as empresas atendem clientes de várias regiões, portanto, apenas um veículo não é recomendado para a entrega, devido ao custo, prazo e por não ocupar todo veículo.

Na carga completa segue para as operações B2B (venda entre duas empresas) devido ao alto volume dos pedidos, em exemplo:

  • Envio da carga para o centro de distribuição;

  • Envio do fornecedor até o distribuidor (atacado e varejo);

  • Transferência das cargas nas unidades.

Rota

A carga completa pode ter uma rota fixa que sai do local de origem e segue para o destino. Na fracionada é importante ter um planejamento das rotas para atender todos os pontos de atendimento, tudo ao mesmo tempo, assim os custos do frete sai mais baixo.

Cobertura geográfica



Seguindo o tópico acima, a carga fraccionada deve considerar a cobertura geográfica. Nesta modalidade devido à demanda de entrega em vários locais, estados ou regiões é necessário planejamento. O indicado é coordenar a rota para cobrir todos os destinos e apresentar um atendimento abrangente. Enquanto na carga completa ou fechada você lida com o envio específico de um ponto até o outro.

Valor para transporte

No caso das duas modalidades é difícil definir qual é a mais vantajosa, pois esta pode alterar graças a alguns fatores, seja nos produtos ou conforme a necessidade do cliente.

Assim, a carga lotação é indicada para o envio de grandes volumes, enquanto a fracionada é ideal para quando existem muitos clientes, porém, estes compram em pequena quantidade.

Segurança da mercadoria

Quando fala em segurança o sistema fracionado oferece menos, já que existe grande quantidade de etapas, além de excesso de manuseio. Esta modalidade exige cuidado para que não ocorra perdas ou traga outras ocorrências que influenciam a satisfação dos clientes. Não deixe de ler também. Logística: como o cálculo de cubagem influencia no valor do frete?

Tempo de entrega

Os pedidos com carga lotação têm um prazo menor (separação até entrega), que a carga fracionada. Isto ocorre pois as etapas necessárias são menores, além de seguir a rota direto no destino, sem qualquer parada. Já a carga fracionada não é vantajosa para as transportadoras que não possuem infraestrutura para oferecer um transporte urgente e programar as rotas, conforme a remessa de outros clientes.

Para as remessas em um único caminho o destino é determinado e feito com a carga completa. Neste modelo não é necessário que seja manuseada ao longo do caminho (só carga e descarga), portanto, diminui os acidentes, extravios e quebras. Lembrando que este sistema apresenta menos processos operacionais, e proporciona um custo menor na distribuição.

As empresas com grande quantidade de cargas ou que conseguem preencher um veículo, além de lidar com mercadorias valiosas ou sensíveis é válido optar pela carga completa. A carga fracionada segue para múltiplas entregas, assim os clientes compartilham o transporte das cargas, mesmo com destinos distintos.

Como vimos acima é preciso entender o que é carga fracionada e carga completa para poder otimizar as rotinas, além dos processos logísticos. Cada uma atende um propósito e possui suas vantagens e desvantagens. Logo é válido escolher qual atende melhor a sua necessidade.


Agora que você compreendeu a diferença e conheceu um pouco de cada uma, não deixe de seguir nossas redes sociais para ler todas as novidades. Aproveite e não esqueça de compartilhar sua opinião sobre o assunto.


18 visualizações